Challenger do Circuito Banco do Brasil Vôlei de Praia em Juiz de Fora terá campeões olímpicos

15 Mai 2006
Challenger do Circuito Banco do Brasil Vôlei de Praia em Juiz de Fora terá campeões olímpicos

Juiz de Fora (MG), 15/05/06 - A etapa de Juiz de Fora, que começa nesta quarta-feira, marcará o início do Challenger 2006 do Circuito Banco do Brasil Vôlei de Praia. Enquanto alguns dos principais nomes do esporte no país disputam o Circuito Mundial, outras duplas de destaque seguem em cena nas areias nacionais. É o caso, por exemplo, de Nalbert/Luizão (RJ/AM) e Sandra/Virna (RJ/RN). As duas parcerias participarão do Circuito Mundial, mas antes tentarão seus primeiros títulos nas areias.

Virna, atuando ao lado da medalhista de ouro nas Olimpíadas de Atlanta e bronze em Sidney, ainda segue atrás do primeiro pódio. Já o campeão olímpico em Atenas, Nalbert, visitou o terceiro e o segundo lugares. Outro destaque é Tande, vencedor em Barcelona e do Circuito Banco do Brasil em 98, que também busca um bom resultado ao lado do pernambucano Murilo.

"Nosso grande objetivo é fazer com que a Virna jogue bastante para se adaptar à praia. Espero que a gente consiga ficar bastante tempo no torneio. Mas é bom lembrar que o nível do Challenger está muito alto e vamos enfrentar duplas de muita força", destacou a campeã olímpica em 96, Sandra Pires, que joga uma etapa Challenger pela primeira vez na carreira:

"Minha motivação é grande. Tenho que pensar como equipe e um bom resultado em Juiz de Fora daria mais confiança e motivação para a Virna continuar treinando e se dedicando. Será um grande desafio".

O torneio na cidade mineira se anuncia como um dos Challengers mais fortes já disputados. Esse tipo de torneio passou a freqüentar o calendário do vôlei de praia brasileiro em 2000, com o objetivo de manter em atividade as duplas que não viajam para disputar as competições internacionais.

Em 2000, foram disputados apenas três torneios Challenger e no ano seguinte não houve esse tipo de competição. Em 2002, voltou ao calendário com quatro etapas e assim segue até hoje. No ano passado, o Challenger foi jogado em São Luis-MA, Palmas-TO, Manaus-AM e Rio das Ostras-RJ. Murilo/Fabinho (PE/CE) e Izabel/Érika (PA/RN), Bruno/Rodrigo (AM/CE) e Mônica

Monteiro/Ângela (RS/DF), Lula/Adriano (PE) e Andrezza/Mirlena (AM) e Celso/Hevaldo (RO/CE) e, novamente, Mônica Monteiro/Ângela ficaram com os títulos.

Em 2006, depois de Juiz de Fora, o Challenger do Circuito Banco do Brasil segue para Palmas (31/05 a 04/06), Natal (12 a 16/07) e São Luis (02 a 06/08). Em agosto, as etapas Open voltarão a ser disputadas, em Maceió.

Nos dois primeiros dias da etapa (quarta e quinta), os jogos valem pelo qualifying. As duplas que não têm pontos para entrar diretamente na chave principal passam por um classificatório. Quatro equipes no masculino e quatro no feminino avançam para esse torneio principal, que conta ainda com as 11 duplas mais bem colocadas no ranking e com uma parceria indicada pela

Federação local. No total, 32 equipes (16 masculinas e 16 femininas) entram em quadra na sexta-feira.

As duplas já garantidas na chave principal do masculin Lula/Adriano (PE), Nalbert/Luizão (RJ/AM), Alex/Bernardo (MS/RJ), Bruno/Guto (AM/SP), Juca/Pedro Grael (BA/RJ), Pará/Jan (RJ/PA), Ricardo/Thiago (PA/SC), Tande/Murilo (RJ/PE), Fábio Guerra/Fabinho (RJ/CE), Giuliano/Billy (SP/ES), Georg/Fabiano (PE) e Rogério/Wendel (MG).

No feminin Naiana/Lú (CE/RJ), Thati/Andréa/Teixeira (PB/SP), Érika/Vivian (RJ/PA), Alexandra/Val (RJ), Cida/Bruna (SE/PB), Luiza Amélia/Luciana (CE), Michelle/Ângela (DF), Taiana/Izabel (CE/PA), Sandra/Virna (RJ/RN), Camila/Mirlena (RJ/AM), Andreia/Isabel Grael (BA/RJ) e Erica/Isabela Lopes (MG).

Parceiros Oficiais