Pedro Solberg/Guto encara Álvaro/Saymon na final da etapa de Aracaju

Pedro Solberg (frente) comemora vaga com Guto Pedro Solberg (frente) comemora vaga com Guto Créditos: Shana Reis/MPIX/CBV

Uma final inédita entre os atuais campeões da temporada e um time em franco crescimento. A etapa de Aracaju (SE), oitava do Circuito Brasileiro Open 2016/2017, colocará Álvaro Filho/Saymon (PB/MS) e Pedro Solberg/Guto (RJ) frente a frente. A decisão ocorre às 10h (de Brasília), na arena montada na Praia de Atalaia, com entrada franca à torcida.

A partida final do naipe masculino terá transmissão ao vivo no canal SporTV2. A arena do torneio fica na altura do número 1.800 da Avenida Santos Dumont e além de grandes jogos, há distribuição de camisas e animação. Já o duelo pelo bronze ocorre às 9h30 entre os campeões olímpicos Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) e Evandro/André Stein (RJ/ES). 

Alvinho e Saymon, que garantiram o título antecipado da temporada na última sexta-feira (17.03), querem agora fechar a etapa de Aracaju com chave de ouro. Eles conquistaram a vaga na decisão em uma virada espetacular na semifinal. Após salvarem match points no tie-break, superaram Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) de virada, por 2 sets a 1 (21/15, 19/21, 16/18), em 54 minutos. Alvinho analisou o desempenho da parceria na partida.

"Aqui não tem jogo fácil, quem acompanha o Circuito Brasileiro sabe disso, é uma das razões para termos tantos resultados bons internacionalmente. Jogar contra times como Alison e Bruno não permite que você cometa erros. Realmente acaba no detalhe. Cada partida dessas é um aprendizado incrível. Estou feliz com essa final e tomara que possamos fechar com chave de ouro uma etapa muito especial", disse Álvaro Filho.

Já Pedro Solberg e Guto (RJ) chegam à final após superarem Evandro e André Stein (RJ/ES) por 2 sets a 0 (21/8, 21/19), em 36 minutos, na semifinal do torneio. É a segunda decisão da dupla em quatro torneios, motivo de comemoração para o carioca Guto. O duelo contra os novos campeões brasileiros será o primeiro entre os times.

"O principal é a regularidade, é isso que buscamos. O trabalho tem que ser conquistado, nada ‘cai do céu’. Sabemos que somos uma dupla abaixo da média na questão da altura, com vários times tendo atletas acima dos 2,00m de altura. A diferença tem que ser nosso conjunto, e é com o tempo que vamos conseguir isso. Esse ouro vai chegar na hora certa, estamos tranquilos, o importante é evoluir, mas vamos manter foco total".

"O primeiro set foi muito atípico, algo que acontece uma vez a cada 30 disputados. Cheguei no banco no intervalo e disse ao Pedro para nos prepararmos para a realidade, mas mantivemos a concentração, não desistimos em nenhum ponto e conseguimos essa vitória", completou.

Cada dupla campeã de uma etapa do Open soma 400 pontos no ranking da temporada, além de levar para casa um prêmio de R$ 45 mil. Todas as equipes são premiadas, e somando os dois naipes, o torneio distribui mais de R$ 420 mil aos atletas.

A temporada do Circuito Brasileiro Open 2016/2017 começou em setembro do ano passado e Aracaju (SE) será a oitava parada dos nove eventos programados. O tour já passou por Campo Grande (MS), Brasília (DF), Uberlândia (MG), Curitiba (PR), São José (SC), João Pessoa (PB) e Maceió (AL). A próxima parada ocorre em Vitória (ES), de 7 a 9 de abril.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO DIA

VEJA OS RESULTADOS DO TORNEIO MASCULINO:
http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabopen/tabelatodas.asp?site=22&sexo=m

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

Parceiros Oficiais