Três duplas brasileiras vencem no qualificatório e completam fase de grupos

Oscar (esq) e Hevaldo comemoram classificação Oscar (esq) e Hevaldo comemoram classificação Créditos: Daniel Zappe/MPIX/CBV

No Rio de Janeiro (RJ) - 17.05.2017

O Brasil terá 11 duplas na fase de grupos da etapa do Rio de Janeiro do Circuito Mundial 2017. Juliana/Carol Solberg (CE/RJ), Lili/Josi (ES/SC)e Oscar/Hevaldo (RJ/CE) venceram seus compromissos pelo qualificatório nesta quarta-feira (17.05), na arena de tênis do Parque Olímpico, e avançaram. Eles se juntam aos oito times brasileiros que já estavam garantidos pelo ranking de entradas da competição.

A definição dos grupos acontece no congresso técnico, na noite desta quarta-feira, no hotel do evento. São quatro times separados por oito chaves, que começam a jogar a partir das 9h (de Brasília) desta quinta. A entrada ao público é franca até sábado, no período noturno (semifinal) e domingo (finais).

A primeira dupla a conseguir a vaga no qualificatório foi Juliana/Carol Solberg (RJ/CE), que superou as chilenas Mardones e Rivas por 2 sets a 0 (21/13, 21/11), em 30 minutos. Pouco depois, Lili e Josi (ES/SC) aumentaram a presença de times brasileiros ao superarem as russas Abalakina/Dabizha por 2 sets a 1 (18/21, 21/19, 17/15), em 49 minutos.

"Um jogo do qualificatório é sempre tenso. Começamos colocando nosso ritmo, mas elas acabaram ganhando confiança e venceram o primeiro set. Vamos tentar não cometer os erros que tivemos nos próximos dias. Estamos pensando jogo a jogo, agora mudamos a chave para a fase de grupos. Não temos controle do que o adversário fará, mas com união em quadra, vamos buscar fazer nosso melhor", destacou Lili.

Entre os homens, Oscar e Hevaldo (RJ/CE) também avançaram ao superarem os experientes australianos McHugh/Schumann por 2 sets a 0 (21/19, 21/17), em 32 minutos. Vitória que foi conquistada em um jogo tenso, decidido nos detalhes.

"Pegamos uma dupla difícil, mais experiente do que nós no Circuito. Conseguimos jogar bem, impor nosso ritmo ter um bom saque. E o Hevaldo bloqueou muito bem, foi fundamental. Precisamos levar esta energia boa para a fase de grupos", comemorou Oscar. "O mais importante foi jogar bem para ganhar confiança. Na sequência de jogos, se isso acontecer, vamos jogar de igual para igual com qualquer time", completou Hevaldo.

Vitor Felipe e Fernandão (PB/ES) tiveram uma parada dura contra o holandês Varenhorst, vice-campeão mundial de 2015, e seu novo parceiro Van Garderen. Os brasileiros acabaram derrotados por 2 sets a 0 (21/19, 21/17), em 32 minutos.

Os times que já estavam garantidos na fase de grupos são Alison/Bruno Schmidt (ES/DF), Álvaro Filho/Saymon (PB/MS), Pedro Solberg/Guto (RJ), Evandro/André (RJ/ES), Larissa/Talita (PA/AL), Ágatha/Duda (PR/SE), Elize Maia/Taiana (ES/CE) e Fernanda/Bárbara Seixas (RJ).

Esta é a 18ª vez que o Rio de Janeiro sedia uma etapa do Circuito Mundial, tendo sido palco de algum evento nos últimos três anos seguidos. O Brasil, maior vencedor da modalidade, nunca ficou de fora do tour desde sua criação, em 1987. A premiação total do evento 4 estrelas que acontece nesta semana é de 300 mil dólares.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO DIA
http://2017.cbv.com.br/midia/galeria-de-imagens/item/28237-rio-de-janeiro-rj---17.05.2017---circuito-mundial---dia-02.html

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

Parceiros Oficiais