Em Sendai, Brasil leva a melhor sobre a Sérvia

14 Jul 2017
Brasil comemora ponto contra a Sérvia Brasil comemora ponto contra a Sérvia Créditos: Divulgação/FIVB

A seleção brasileira feminina de vôlei começou com vitória a segunda semana do Grand Prix. Na madrugada desta sexta-feira (14.07), o Brasil devolveu a derrota sofrida na semana passada e venceu a Sérvia, atual vice-campeã olímpica, por 3 sets a 0 (26/24, 25/17 e 25/22), em 1h24 de jogo, na Kamei Arena, em Sendai, no Japão. Brasileiras e sérvias formam ao lado da Tailândia e do Japão o grupo D da competição. Com o resultado, o time do treinador José Roberto Guimarães soma três vitórias e um resultado negativo na competição.

O Brasil voltará à quadra na madrugada deste sábado (15.07), às 5h10 (horário de Brasília), contra a Tailândia. O SporTV 2 transmitirá ao vivo.

A ponteira e capitã do Brasil, Natália, brilhou em quadra e foi a maior pontuadora do confronto, com 16 acertos. A oposta Tandara também pontuou bem, com 10 pontos. A central Adenízia foi outro destaque com sete pontos de bloqueio. Pela Sérvia, a oposta Bjelica foi quem mais marcou, com 15 acertos.

A capitã Natália fez questão de destacar a postura do Brasil em todo o confronto contra a Sérvia.

“Jogamos mais concentradas e nos preparamos mais para esse jogo. Um fundamento que melhoramos em ralação a outra partida foi o bloqueio. Quando passamos a bloquear o jogo ficou diferente. A nossa atitude foi outra e entramos em quadra mais agressivas e isso foi fundamental para ganharmos esse jogo por 3 sets a 0”, disse Natália.

A central Adenízia foi responsável por marcar sete dos 14 pontos de bloqueio do Brasil. Ela parabenizou o grupo pelo desempenho diante das sérvias.

“Foi uma partida muito importante para nosso grupo. Ficamos chateadas depois da derrota por 3 sets a 0 na semana passada para a Sérvia e queríamos muito ter uma atuação melhor como a de hoje. Mostramos o potencial desse time. Jogamos como um grupo e isso foi determinante para o resultado final”, explicou Adenízia.

O treinador José Roberto Guimarães também destacou a atitude da equipe brasileira e a melhora em alguns fundamentos.

“O mais importante dessa partida foi o comportamento e a atitude da nossa equipe. Diferente da partida passada quando fizemos poucos pontos de bloqueio, hoje alcançamos 15 pontos desse fundamento. A defesa e o passe foram mais efetivos e consequentemente nosso ataque melhorou. A vontade de acertar e de querer fazer um bom jogo foi determinante”, analisou José Roberto Guimarães.

Na comparação direta entre as duas equipes, o Brasil se destacou no bloqueio e no saque com 14 e seis pontos, respectivamente, enquanto a Sérvia marcou 10 pontos de bloqueio e um de saque.

Entenda o Grand Prix

No Grand Prix, de sete a 23 de julho, as 12 principais seleções disputarão a fase de classificação. A cada semana serão formados três grupos com quatro seleções em cada, definidas em sorteio. Ao fim da fase classificatória, as cinco equipes mais bem classificadas avançarão à Fase Final, que contará ainda com a China, país sede. A Fase Final acontecerá de dois a seis de agosto, em Nanjing, na China.

No primeiro fim de semana da competição, o Brasil venceu a Bélgica e a Turquia, respectivamente, por 3 sets a 0 e 3 sets a 2 e foi superado pela Sérvia por 3 sets a 0.  

O Brasil é o atual campeão do Grand Prix e luta pelo 12º título da competição.

JOGO

O set começou equilibrado. Bem nos contra-ataques, o Brasil fez 6/5. O set seguiu disputado ponto a ponto. A oposta Tandara fez um ponto de contra-ataque e o Brasil voltou a empatar a parcial (10/10). Com dois pontos seguidos de bloqueio, as europeias abriram três pontos (14/11) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Com um ace da central Bia, o Brasil encostou (15/14). No segundo tempo técnico, a Sérvia tinha dois de vantagem (16/14). O saque das sérvias dificultou a recepção das brasileiras e a diferença no placar subiu para quatro pontos (23/19). Com um ace da ponteira Amanda, o Brasil encostou (23/21). E foi com dois pontos de bloqueio da central Adenízia que o time verde e amarelo virou o placar da parcial (24/23). O Brasil foi melhor nos momentos finais da parcial e levou a melhor no primeiro set por 26/24.

Com Adenízia bem no bloqueio, o Brasil fez 4/1 no início do segundo set. As brasileiras seguiram se destacando no bloqueio e a diferença no placar aumentou para cinco pontos (8/3). Se aproveitando dos erros das sérvias, o time verde e amarelo segurou a vantagem no marcador (13/8). No segundo tempo técnico do segundo set a vantagem da equipe do treinador José Roberto Guimarães era de sete pontos (16/9). O Brasil dominou a parcial até o final e venceu o segundo set por 25/17.

O terceiro set começou equilibrado. Num contra-ataque da oposta Tandara e depois com um ponto de bloqueio da central Adenízia, o Brasil abriu dois pontos (8/6). A Sérvia cresceu de produção e empatou (9/9). Bem no bloqueio, as sérvias abriram quatro pontos (15/11). Com um ponto de saque da levantadora Roberta, o time verde e amarelo encostou (17/15). O Brasil cresceu de produção, virou o placar e venceu o terceiro set por 25/22 e o jogo por 3 sets a 0 com um ponto de contra-ataque da oposta Tandara.

EQUIPES:

BRASIL – Roberta, Tandara, Drussyla, Natália, Bia e Adenízia. Líbero: Gabi 
Entraram –Monique, Naiane e Amanda 
Técnico - José Roberto Guimarães

SÉRVIA – Zivkovic, Bjelica, Mihajlovic, Busa, Rasic e Stevanovic. Líbero: Pusic 
Entraram – Malagursk, Malesevic, Antonijevic e Veljkovic
Técnico – Zoran Terzic

Grand Prix

1ª semana – Ancara (Turquia)

07.07 – Brasil 3 x 0 Bélgica (25/22, 25/23 e 25/18) 
08.07 – Brasil 0 x 3 Sérvia (19/25, 20/25 e 19/25) 
09.07 – Brasil 3 x 2 Turquia (24/26, 25/17, 25/18, 22/25 e 15/13)

2ª semana – Sendai (Japão)

14.07 – Brasil 3 x 0 Sérvia (26/24, 25/17 e 25/22) 
15.07 – Brasil x Tailândia, às 5h10 (horário de Brasília)
16.07 – Brasil x Japão, às 1h15 (horário de Brasília)   

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

Parceiros Oficiais