Brasil estreia com vitória sobre a Rússia

Publicado em: 05/09/2017 06:21
Brasil comemora a vitória sobre a Rússia (Créditos: Divulgação/FIVB)

A seleção brasileira feminina de vôlei começou com vitória a campanha pelo tricampeonato da Copa dos Campeões. Na madrugada desta terça-feira (05.09), o Brasil levou a melhor sobre a Rússia por 3 sets a 1 (25/17, 23/25, 25/23 e 25/12), em 1h43 de jogo, no Tokyo Metropolitan Gymnasium, em Tóquio, no Japão. O time do treinador conseguiu uma grande virada no terceiro set quando perdia por 23/19 para assegurar o resultado positivo na parcial por 25/23.

O Brasil voltará à quadra às 0h40 (horário de Brasília) da madrugada desta quarta-feira (06.09) contra a China. O YouTube da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) transmitirá ao vivo.

A oposta Tandara teve atuação destacada e terminou a partida como a maior pontuadora, com 28 pontos (20 de ataque, quatro de bloqueio e quatro de saque). A ponteira Gabi e a central Bia, com 14 cada, também pontuaram bem para o time verde e amarelo. O bloqueio e o saque das brasileiras foram eficientes na partida contra a Rússia, com 18 e 11 pontos de cada fundamento, respectivamente, contra oito e três das europeias.  

A campeã olímpica Tandara fez uma análise da partida e parabenizou o grupo pelo resultado.

“Essa vitória contra a Rússia foi muito importante para o nosso time para começarmos bem a competição. Tivemos um pouco de dificuldade no terceiro set, mas quando sacamos como o Zé Roberto estava pedindo conseguimos a virada. O grupo está de parabéns pelo resultado e agora vamos pensar no duelo contra a China”, disse Tandara.

A ponteira Gabi, que disputa sua primeira competição oficial com camisa da seleção brasileira desde os Jogos Olímpicos do Rio, destacou o bom desempenho do saque brasileiro no duelo contra a Rússia.  

“Fiquei feliz de voltar à seleção em uma competição oficial com essa vitória sobre a Rússia. Elas têm uma equipe forte com duas atacantes de muita qualidade que são a Kosheleva e a Goncharova. Nosso time se comportou bem apesar de ainda cometermos alguns erros. Conseguimos uma boa recuperação no terceiro set e o nosso saque foi fundamental para essa virada”, explicou Gabi, que ainda comentou sobre o próximo adversário das brasileiras na competição.

“A China tem um jogo completamente diferente da Rússia. É uma equipe que erra muito pouco. Nos vamos precisar jogar bem taticamente e sacar com eficiência. Também será fundamental errarmos pouco”, explicou Gabi.

O treinador José Roberto Guimarães chamou a atenção para o momento determinante da partida, a virada no terceiro set.

“A chave do jogo foi o terceiro set quando saímos de uma grande dificuldade quando perdíamos por 23/19 e conseguimos a virada. A Rússia tem um time novo, com duas excepcionais atacantes que são com a Kosheleva e a Goncharova e ainda vai evoluir nesse ciclo olímpico. Nós também temos uma equipe nova e precisamos de jogos como esse para melhorarmos como time. Estar participando da Copa dos Campeões é importante para o nosso grupo”, afirmou José Roberto Guimarães.

Nesta temporada, a equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu as três competições que disputou, o Montreux Volley Masters, o Grand Prix e o Sul-Americano, que garantiu o Brasil no Mundial de 2018, no Japão.  

O JOGO

Bem no saque, Brasil começou melhor e fez 8/3. A Rússia cresceu de produção e vantagem no marcador caiu dois pontos (12/10). Com Tandara bem no ataque, o Brasil manteve a vantagem no placar (13/11). O Brasil foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16/14. O volume de jogo do time verde e amarelo voltou a funcionar e a diferença no placar subiu para cinco pontos (19/14). Quando o time verde e amarelo abriu seis pontos (21/15), o treinador da Rússia pediu tempo. Mesmo com a paralisação, as brasileiras seguiram melhores e venceram o primeiro set por 25/17.

Com Gabi bem no ataque, o time verde e amarelo fez 4/1 no início do segundo set. A central Bia conseguiu um ace e a vantagem no placar subiu para quatro pontos (7/3). A central Bia se destacava no ataque e as brasileiras mantiveram a vantagem no placar (12/8). Se aproveitando dos erros do time verde e amarelo, a Rússia empatou (15/15). O set ficou disputado ponto a ponto. Bem no bloqueio, as russas abriram três pontos (20/17). O volume de jogo das brasileiras voltou a funcionar e a equipe do treinador José Roberto Guimarães empatou a parcial (20/20). A Rússia levou a melhor no final e venceu o segundo set por 25/23.

A levantadora Roberta fez de saque o primeiro ponto do terceiro set. O Brasil foi para o primeiro tempo técnico vencendo por 8/5. A Rússia cresceu de produção, virou a parcial (10/8) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. As russas seguiram melhores e fizeram 14/11. Se aproveitando dos erros das russas, o time verde e amarelo encostou (15/14). A parcial ficou disputada ponto a ponto. O saque da Russia funcionou e as europeias abriram três pontos (22/19). Neste momento, o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A parada fez bem ao time verde e amarelo que conseguiu uma grande virada depois de estar atrás no marcador por 23/19 e venceu o terceiro set por 25/23.

O Brasil dominou a parte inicial do quarto set e fez 5/2. Com um ponto de bloqueio da central Bia, o time verde e amarelo foi para o primeiro tempo técnico vencendo por 8/5. A central Bia também conseguiu uma boa sequência de saques e a diferença no placar subiu para oito pontos (16/8). A central Carol conseguiu um ponto de bloqueio sobre a ponteira Kosheleva e a diferença no marcador subiu para 10 pontos (20/10). O Brasil seguiu melhor até o final e venceu o quarto set por 25/12 e o jogo por 3 sets a 1.

EQUIPES:

Brasil – Roberta, Tandara, Natália, Gabi, Carol e Bia. Líbero – Gabi 
Entraram – Amanda, Monique, Mara e Rosamaria 
Técnico – José Roberto Guimarães

Rússia – Shcherban, Frolova, Irina F, Zaryazhko, Voronkova e Evdokimova 
Entraram – Kosheleva, Goncharova, Efimova, Kseniia, Kosianenko 
Técnico – Vladimir Kuziutkin

Copa dos Campeões

Tóquio (Japão)

05.09 (terça-feira) – Brasil 3 x 1 Rússia (25/17, 23/25, 25/23 e 25/12)  
06.09 (quarta-feira)– Brasil x China, às 0h40 (Horário de Brasília) 

Nagoya (Japão)

08.09 (sexta-feira) – Brasil x Japão, às 7h15 (Horário de Brasília) 
09.09 (sábado) – Brasil x Coréia do Sul, às 3h40 (Horário de Brasília) 
10.09 (domingo) – Brasil x Estados Unidos, às 2h40 (Horário de Brasília)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro


Parceiros Oficiais