Assembleia Paraense segue como única invicta na 59+ feminina

Publicado em: 13/11/2017 14:08
Assembleia Paraense é a equipe nacional que mais se deslocou para estar em Saquarema (Créditos: Thiago Paes/CBV)

De Saquarema (RJ), Jandrey Vicentin - 13.11.2017

Há quatro anos atrás uma equipe do Pará disputou o Vôlei Master pela primeira vez. A odisseia de cruzar o país para disputar o principal torneio veterano do país rendeu uma matéria à época, que ajudou a equipe feminina da Assembleia Paraense conquistar mais apoio e, consequentemente, melhorar os resultados na quadra.

Em 2016, o sexteto de Belém (PA) chegou à final na categoria 59+ feminina, o melhor resultado nos três primeiros anos de participação no Vôlei Master. Para 2017, a equipe quer o título da competição realizada pela Confederação Brasileira de Voleibol. E os resultados dos dois primeiros dias credenciam a equipe a sonhar com a medalha de ouro. São quatro jogos, quatro vitórias, e já classificado, encerra a fase classificatória nesta segunda-feira (13.11) justamente contra o algoz da última final, Alexandre Vôlei (MG).

Suzana Lima é uma espécie de manager da equipe. Atleta, dirigente, coordenadora, capitã, ela se preocupa com tudo da equipe, desde os aspectos técnicos dentro de quadra, tanto como o bem-estar das companheiras de equipe na convivência no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema.

Ela relembrou da primeira vez que participaram em 2014 e do sonho de estar competindo no tempo do voleibol nacional.

“Todas se empenham para estar aqui. Treinamos na Assembleia Paraense e jogamos com amigas convidadas aqui no Master. Viemos a primeira vez para conhecer, mas já no ano passado chegamos para lutar por títulos. Ficamos em segundo, e este ano viemos em busca do primeiro lugar”, destacou Suzana.

Seis equipes disputam a categoria 59+ feminina. Em grupo único, se enfrentam na fase classificatória, e, as quatro melhores passam às semifinais. Depois de quatro rodadas já disputadas, a Assembleia Paraense (PA) lidera com 08 pontos. Quatro equipes aparecem empatadas em segundo lugar, Alexandre Vôlei (MG), UAI Brasil (MG), Fluminense (RJ) e Associação Teresopolitana (RJ), todas com 06 pontos. Vôlei Vila Vix (ES) tem 04 pontos e é a única equipe que não tem chances de classificação.

Nesta segunda-feira (12.11), Alexandre Vôlei (MG) e Assembleia Paraense (PA) jogam na repetição da final de 2016. Fluminense e Associação Teresopolitana fazem o clássico carioca valendo uma vaga na semifinal. UAI Brasil (MG) e Vôlei Vila VIX (ES) encerram a fase classificatória, com as mineiras dependendo de uma vitória para conquista a vaga na semifinal.

Além das disputas acirradas nas quadras de areia e do ginásio, que acontecem diariamente, o CDV oferece uma grande estrutura de entretenimento, alimentação e lazer para os atletas e visitantes que passarão pelo Vôlei Master ao longo dos oito dias de evento.

A competição também serve para movimentar a economia da cidade de Saquarema, na Região dos Lagos no litoral fluminense, que considera a competição como principal evento do calendário municipal. Uma equipe de aproximadamente 100 profissionais entre árbitros, delegados, prestadores de serviços e colaboradores da CBV trabalharão para que o Vôlei Master 2017 seja mais um grande sucesso.

VEJA OS RESULTADOS DO VÔLEI DE PRAIA (DUPLAS)
http://www.aplicativoscbv.com.br/masterpd2/tabelad.asp

VEJA OS RESULTADOS DO VÔLEI DE PRAIA (QUARTETOS)
http://www.aplicativoscbv.com.br/masterpq2/tabelaq.asp

VEJA OS RESULTADOS DO VÔLEI DE QUADRA
http://www.scconsultoria.com.br/master-2017/

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais